segunda-feira, 25 de junho de 2012

Sol e Chuva

Por Andrea Cople


A sexta-feira começou ensolarada e deu praia para quem podia desfrutar desse luxo.
Mas à tarde, em meio ao sol enfraquecido, uma chuva forte caiu e transformou a paisagem de verão para um outono sem folhas caindo.
O céu estava um espetáculo!
A nuvem cinza não o cobria todo, saía um clarão e dava pra ver os raios de sol por entre as pequeninas nuvens.
E choveu por algum tempo.
Limpou a paisagem carregada de poluição. Poluição também de mentes em desalinho, de pensamentos confusos, de tristezas escamoteadas, de mágoas guardadas, de sonhos adormecidos.
Não é só a poluição dos gases deletérios que fazem mal à nossa atmosfera.
A pressa, a falta do olhar de compaixão, a delicadeza de um gesto amigo, um sorriso sem motivo, por que não?
E como os raios tímidos por entre as nuvens, veio também a paz da música suave, o filhotinho de labrador espreguiçando-se, as plantas balançando com o vento, o barulho dos sinos na varanda, o aroma do café.
E como em todas as situações podemos ver o lado bom...
Que venha a chuva, com suas pernas longas ou não, com seu tamborilar na beirada das janelas, com as gotinhas escorrendo pelos vidros e o gatinho tentando pegá-las.
Sol ou chuva..tanto faz quando se está feliz!
(Andrea Cople)

0 comentários:

Postar um comentário

 

Infinito Essencial Copyright © 2012 . Todos os Direitos Reservados. | Designed by Carolina Salcides